Cultura Coreana No Brasil: A Hallyu Que Ganha Corações

cultura coreana no Brasil - centro cultural

Alguns posts atrás, exploramos a cultura coreana em São Paulo, entendendo como os imigrantes e descendentes coreanos, assim como os paulistanos, ajudam a manter a Coreia viva na cidade. Mas é um erro pensar que só há cultura coreana em SP. 

A Hallyu tem conquistado corações por todo o Brasil e nós, também, temos recebido muitos coreanos de norte à sul do nosso país. Nesse contexto relativamente novo, qual é a cara da cultura coreana no Brasil?

Os Eventos de Cultura Coreana no Brasil e a união de k-lovers

Amazon K-pop em Manaus, Hallyu Expo em São Paulo, K-Pop Spirit em Curitiba, Hallyu Rio no Rio de Janeiro… São muitos os eventos sobre a Coreia e k-pop em todo o Brasil. Neles, os fãs de cultura coreana se reúnem para provar comidas como kimbap e tteokbokki, competir em torneios de dança de k-pop, assistir demonstrações de Taekwondo e muito mais.

Normalmente, esses festivais não só são o momento de fazer novas amizades com quem gosta de cultura coreana – como nós, mas também de aprender um pouquinho mais sobre a Coreia. De quebra, há quem encontre um Youtuber que gosta, como a Thais Genaro, que participou do evento K entre nós, lá no Ceará.

A culinária coreana pelo Brasil

A culinária coreana também tem sido uma das queridinhas da cultura coreana no Brasil. Embora o gosto apimentado ainda cause algum estranhamento, os pratos tradicionais coreanos têm se tornado populares principalmente entre os jovens brasileiros. 

Mas onde podemos comer comida coreana? É possível encontrar restaurantes coreanos no Ceará, no Rio, em Brasília e vários outros lugares. Eles vêm se espalhando aos poucos e, também, se tornando mais acessíveis. Quem sabe não seja uma questão de tempo para que tenha um restaurante coreano pertinho de você também?

A cultura coreana no Brasil pelo cinema

Quem aí deu um pulo no cinema para assistir Parasita (기생충)? O filme do diretor Bong Joon-ho (봉준호), que venceu ambos o Cannes e o Oscar, tirou vários brasileiros de casa ao ser exibido em 25 cidades em todo o país. Antes disso, Invasão Zumbi (부산행), o blockbuster coreano, também ganhou telinhas aqui no Brasil. O que esses dois filmes têm em comum?

Ambos Invasão Zumbi e Parasita fazem sérias críticas à sociedade coreana e estão profundamente entrelaçados à cultura de seu país de origem. Ter esses filmes exibidos aqui no Brasil não só nos faz entender um pouco mais sobre a cultura coreana, mas também identificar alguns pontos semelhantes entre Brasil e Coreia.

O idioma coreano e seus estudantes brasileiros

Vocês sabiam que o Ceará tem uma escola de coreano? O Instituto de Língua Coreana de Fortaleza, dirigido pela fundadora Yeji Yeom, recebe entre 90 e 100 cearenses por semestre em suas aulas de língua coreana. 

Já em Brasília, o Instituto Sejong abriu uma escola lá na UNB. Esse instituto é ligado ao governo coreano e um dos principais responsáveis pelo ensino de língua coreana em outros países. 

Vendo as novas escolas surgindo a cada dia, percebemos que o estudo de língua coreana tem crescido muito não só em São Paulo, mas em todo o Brasil. E aprender uma língua nova não significa apenas entender as palavras do outro, mas sim tentar entender o outro. 

Dessa forma, os centros de língua coreana são responsáveis não só por ensinar o idioma, mas também um pouquinho da cultura coreana aos seus estudantes.

A Coreia do Sul no Brasil Pelos grupos de cover

Os grupos de cover estão espalhados por todo o Brasil e foram um dos primeiros a espalhar a cultura coreana por aí. Entre muitos torneios aqui e ali, essa galera não só torna o k-pop mais conhecido, como também mostra muito talento nas suas apresentações.

Indo além, os grupos fazem uma verdadeira correria para encontrar roupas que se aproximem dos figurinos de seus cantores. E esse é um esforço que traz, também, um pouquinho da moda coreana para cá, o que é um bônus dessa galera tão esforçada. 

Taekwondo: Cultura coreana de corpo e alma

Como já falamos anteriormente aqui no blog, o Taekwondo é considerado o esporte nacional das duas Coreias. Essa arte marcial trabalha ambos o físico e o mental do estudante, pois, assim como exige muita prática, carrega toda uma filosofia consigo. 

Embora o Taekwondo tenha se tornado esporte olímpico apenas em 2000, nas Olimpíadas de Sydney, muitos brasileiros praticam e amam o esporte. Ao aprender essa arte marcial, conhecemos um pouquinho mais sobre a Coreia não só com a mente, mas também com o corpo. Ela é, portanto, uma educação sobre cultura coreana de mente e alma para os brasileiros. 

E aí, gente? Como é a cultura coreana na cidade de vocês? Contem para nós nos comentários aqui embaixo. 😉

1 comentário em “Cultura Coreana No Brasil: A Hallyu Que Ganha Corações”

  1. Pingback: Hanbok: Saiba Mais Sobre O Tradicional Vestido Coreano | Hallyu Brasil

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *