O que é kpop: principais grupos, indústria e expressões

foto bts kpop

O kpop – ou k-pop -, como o próprio significado do nome – Korean Pop – sugere, é um estilo de música que nasceu do pop na Coreia do Sul. Assim, é fácil detectarmos traços comuns inclusive ao pop ocidental, como músicas chicletes com uma forte batida, mas com outros elementos que vieram da interpretação sul coreana desse gênero musical: super produções, clipes que parecem curta-metragens e coreografias de cair o queixo.

Hoje é inevitável ouvirmos falar do Kpop, mas se engana quem pensa que esse fenômeno surgiu faz pouco tempo. O estilo musical já bombava no Leste da Ásia (em países como Japão, China e Tailândia) desde a década de 90, tendo o início dos seus grupos mais icônicos surgido nos anos 2000.

Aqui no Ocidente, torna-se difícil não associarmos seus grupos aos antigos modelos de boybands e girlbands, mas há suas peculiaridades no formato de kpop feminino e masculino, vista principalmente na rotina dos “idols”. Entenda.

Grupos de kpop

É impossível falarmos sobre o que é kpop sem comentarmos sobre os seus famosos grupos. O estilo musical é marcado por conjuntos que geralmente variam de 4 chegando a números que superam 13 integrantes! 

O interessante aqui é que, diferentemente dos grupos de boybands e girlbands ocidentais, temos exemplos de referências na área do kpop que continuam juntos há mais de 10 anos. Alguns exemplos de grupos que surgiram nos “primórdios” do kpop e são populares até hoje são BIG BANG, Super Junior, SHINee e – apesar do disband –  2NE1.

Estes grupos tiveram uma importância enorme na popularização do kpop na Coreia, na Ásia e agora no mundo todo. Vale a pena dar uma olhada, suas músicas não perdem em nada para as atuais.

A indústria de kpop na Coreia do Sul é gigantesca. Por isso, existem dezenas e dezenas – se não centenas! – de grupos atualmente. Mas, é claro que existem alguns nomes mais populares que são líderes nas paradas coreanas. Estes são:

BTS

foto bts kpop

É quase que impossível falar sobre a febre do kpop sem mencionar BTS. Afinal, suas músicas estão não só no topo das paradas coreanas, mas atingindo resultados impressionantes em plataformas de música referências no ocidente, como a Bilboard, ao atingir o Billboard 200 e “Top Social Artist”. 

E, como se não fosse suficiente, a banda tem seus MVs (clipes) no YouTube atingindo números assombrosos de até 900 milhões de visualizações!

Mas, afinal, quem são esses artistas que se destacaram tanto numa indústria tão concorrida?

O BTS (em coreano 방탄소년단; Bangtan Sonyeondan), também conhecido como Bangtan Boys, é um grupo masculino de kpop composto por 7 integrantes formado em 2013. 

A boyband sul coreana foi arranjada e promovida por uma companhia – que na época era considerada pequena e, de certa forma, “desconhecida” – chamada Big Hit Entertainment. 

Os garotos começaram a treinar e a se apresentar ainda quando adolescentes, focando numa pegada de hip hop e R&B, com seu primeiro álbum 2 Cool 4 Skool. Mas, ao longo de suas carreiras, eles passaram por vários gêneros musicais, sendo o pop e o EDM – Electronic Dance Music – inclusos, sendo o álbum “Map of the Soul: Persona” um bom exemplo. 

Quer conhecer seus integrantes? Seus nomes são: Jin, Suga, J-Hope, RM, Jimin, V e Jungkook – o golden “maknae” – explicaremos essa e outras expressões mais abaixo no abc do kpop.

EXO

foto exo kpop

Ah… EXO! Essa é outra boy band sul coreana amadíssima não só na Coreia do Sul, mas pelo mundo afora. E, na opinião modesta desta editora, tem um charme incomparável!

EXO (em coreano 엑소) é um grupo composto por idols sul coreanos e chineses – sim! isso acontece com certa frequência -, que conta atualmente com nove integrantes. A banda, promovida pela poderosa SM Entertainment, estreou em 2012, com um forte foco na mistura de pop e hip hop. 

Seu primeiro álbum foi o icônico XOXO (2013) – apesar de terem debutado com MAMA (2012), um extended play. Seu álbum mais vendido foi Don’t Mess Up My Tempo (2018), contando com músicas com traços eletrônicos fortes em cima de letras intensas e cativantes, mas com alguns intervalos de músicas mais melódicas puxadas para um R&B, como a “24/7”.

Quer conhecer seus membros atuais? São eles: Baekhyun, Chen, Chanyeol, D.O., Kai, Lay, Sehun, Suho e Xiumin.

Blackpink 

foto blackpink kpop

Um exemplo referência de girlband no kpop! O grupo feminino Blackpink, que conta com quatro integrantes, foi formado por outro grande nome na indústria de kpop, YG Entertainment. 

Debutaram em 2016 com seu álbum Square One, que conta com as famosas faixas “Whistle” e “Boombayah”. 

É o grupo de k-pop feminino com maior pontuação na Billboard 200, contando com a “Kill this love” na posição 24!

Quer conhecer suas integrantes? São elas: Jisoo, Jennie, Rosé e Lisa. Ah, você sabia que a Jennie também tem uma carreira solo? Pois é! Vale a pena conferir seu primeiro single “Solo”.

TXT  

E, por último, mas não menos importante, os meninos do grupo TXT.

A boyband sul-coreana TXT (do coreano 투모로우바이투게더) – também conhecida como Tomorrow X Together – é um grupo de kpop extremamente recente na indústria, tendo este debutado em 2019 com o EP “The Dream Chapter: Star”.

Os 5 meninos, que tem de 17 a 20 anos – é, e são mais bem sucedidos do que nós, sim, sei que você pensou isso também – são a nova aposta da Big Hit Entertainment.  

Sim, eles são novos, mas em seu curto período de carreira eles já ganharam uma série de prêmios muito relevantes na Coreia, como Rookie of the Year e New Artist of the Year – Album.

Quer conhecer seus membros? Eles são: Soobin, Yeonjun, Beomgyu, Taehyun e Huening Kai.

Recomendações da editora? “Cat & Dog” e “Angel or Devil”.

A indústria do kpop

Afinal, qual é a fórmula mágica atrás desse fenômeno mundial? 

Bem, não podemos negar que o que quer que a indústria de kpop esteja fazendo, está dando muito certo, né? Mas nessa indústria existem certas peculiaridades.

Temos um punhado de empresas famosas na Coreia do Sul por promover esse tipo de “entretenimento”, podemos mencionar como exemplos de destaque atualmente: YG Entertainment, SM Entertainment, Big Hit Entertainment e JYP Entertainment*.

Mas quais são as peculiaridades por trás desses grupos?

A indústria por trás da promoção de grupos de kpop é conhecida por sua rigidez tanto no “recrutamento” de jovens promessas quanto no treinamento e gerenciamento destes artistas.

As grandes empresas são responsáveis por fazer processos seletivos para escolher, ainda quando adolescentes – na maioria dos casos -, jovens para fazerem parte de grupos aos quais elas mesmas serão responsáveis de montar.

Depois de escolhidos e agrupados, os idols devem passar por severos treinamentos para adquirir qualidades consideradas importantes aos olhos da indústria, como canto, dança, prática de instrumentos, aprendizagem de novas línguas, como se portar em público e muito mais.

Mas não é aí que acaba o rigor dessas empresas. Temos conhecimentos de que, antes mesmo de estrearem em palcos como um grupo, os idols precisam passar por anos de treinamento, chegando a períodos que superam 4 anos para lançarem seu primeiro álbum! 

*P.S.: Sim, certamente existem dezenas de outras empresas, mas nos concentramos aqui em meramente citar alguns exemplos.

Agora você deve estar se perguntando: como que esse fenômeno concentrado na Coreia do Sul por mais de uma década começou a bombar nas paradas do mundo inteiro?

A ascensão do kpop

Você por acaso se lembra do hit Gangnam Style que estourou em 2012 e, inclusive, teve vários memes e paródias suas por aí afora?

Pois é. Muitos não sabiam na época – e até hoje não sabem! – que esse hit do PSY é uma música sul-coreana que se encaixa no que consideramos “K-pop”.

Apesar de nada usual aos que pensamos hoje do kpop – grandes boybands ou girlbands estilosos, jovens e com clipes cinematográficos -, essa faixa conquistou resultados nunca antes vistos pela indústria coreana, chegando a recordes mundiais de visualizações no YouTube e atingindo o Top 200 da Billboard!

Mas quando foi o “estouro” do kpop que conhecemos hoje, em 2020?

Bom, é um pouco difícil dizer, alguns vão alegar que em 2012 os grupos de kpop já eram bem populares, outros que em 2013, com a chegada de grupos como EXO e BTS já teríamos uma indústria que dita as tendências atuais.

Porém, é impossível falar sobre k-pop atual sem falar sobre a ascensão do BTS. O grupo começou a conquistar em peso as paradas internacionais com a estréia do seu álbum Wings (2016), com o single “Blood, Sweat & Tears”. 

Menção honrosa também ao hit “Fake Love”, do álbum Love Yourself 轉 ‘Tear’ (2018), que teve milhões de reproduções e vários remixes, adaptações e covers. Inclusive, esse foi um dos MVs com mais visualizações do grupo!


Mas… O que são MVs?!

Abc do kpop – dúvidas frequentes!

O universo do kpop tem suas características e até expressões próprias para expressar e designar questões importantes para sua indústria e fãs. MVs, bias, comeback, debut, idol… Enfim, aposto que você já deve ter ouvido ao menos uma dessas expressões em algum lugar por aí!

Aqui está uma lista das principais expressões usadas pela indústria e pelos fãs de kpop pelo mundo todo:

o que é bias: é basicamente o integrante favorito de uma fã dentro de um determinado grupo.

o que é utt ou ultimate bias: no caso do “ultimate bias”, estamos falando do idol favorito dessa pessoa dentre todos os grupos que ela acompanha.

o que é comeback: um comeback trata-se de quando um grupo de k-pop lança, geralmente depois de um período de “pausa”, um single e/ou um álbum novo.

o que é debut: um “debut” é quando um artista – ou grupo – faz sua primeira performance.

o que é fandom: grupo de fãs de um determinado grupo/artista.

o que é idol: refere-se a uma celebridade que trabalha no ramo do k-pop (um artista desse estilo musical).

o que é otp: o otp (only true pairing) é o termo que designa quando você acredita que dois artistas funcionam bem como um casal.

o que é maknae: maknae é uma expressão em coreano utilizado para designar a pessoa mais nova dentro de um grupo, ou seja, no caso de grupos de kpop é o termo usado para chamar o idol mais novo.

o que é mv: MV é um acrônimo (sigla) para Music Video, ou seja, um videoclipe. 

Legado cultural do kpop

Quem acha que o fenômeno do kpop é só uma onda como as outras na música pop está grandemente enganado. E vou explicar por que.

O estilo musical faz parte do fenômeno social chamado “Hallyu” sendo esta uma onda de produção e divulgação em massa de obras da cultura popular coreana. Ou seja, o fato de produções coreanas estarem fazendo sucesso no ocidente agora não é puro acaso ou sorte.

Segundo um estudo publicado pela G1, o k-pop é responsável por gerar mais de US$ 4,7 bilhões. Sendo este sucesso consequência de um investimento de 20 anos do governo da Coreia do Sul em cultura, sendo um dos “auges” desse investimento um ato feito em 2005, no qual o governo coreano criou um fundo de US$ 1 bilhão voltado ao k-pop.

Ainda segundo o mesmo estudo, 1 a cada 13 turistas citou o BTS como motivo de escolher visitar a Coreia do Sul, (fonte: Instituto Hyundai).

O k-pop chegou para democratizar o acesso a cultura e desmistificar a arte criada fora do ocidente. E pode apostar que essa onda coreana – e oriental – não vai ser passageira.
Você gostou do artigo? Tem algo a acrescentar ou comentar? Então deixa um feedback pra gente aqui abaixo nos comentários! Vamos amar falar com você. 🙂 

2 comentários em “O que é kpop: principais grupos, indústria e expressões”

  1. Pingback: Lightstick: O que é e Por Que são Utilizados? | Hallyu Brasil

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.